Menu

Ecoa em campo: curso de apicultura é realizado com comunidades do Pantanal

O curso de apicultura, ministrado pelo consultor da Ecoa, Ademir Almeida, capacitou famílias ribeirinhas da comunidade da Barra do São Lourenço

apicultura-curso
Publicado em 1 de novembro de 2017 às 15:14 Compartilhar:
Ribeirinhos recebem capacitação para manejo adequado de colmeias (Foto: Mira Manfroi)

Ribeirinhos recebem capacitação para manejo adequado de colmeias (Foto: Ademir Almeida)

No dia 18 de outubro, foi realizado um curso de apicultura na comunidade da Barra do São Lourenço, localizada a 220 quilômetros do município de Corumbá, Mato Grosso do Sul. Foi ministrado pelo consultor da Ecoa, Ademir Almeida, e teve como objetivo promover a formação profissional de famílias ribeirinhas e estimular a produção de mel na região, principalmente como uma alternativa de renda para a comunidade. Esta capacitação também foi feita com a comunidade da Barra do São Francisco e será realizada no dia quatro de dezembro, no Paraguai Mirim.

As principais atividades de subsistência desempenhadas pelas famílias são a coleta de iscas vivas e a pesca. O extrativismo de mel já era praticado em períodos de seca e o curso ofereceu capacitação para o manejo adequado das colmeias e a dinâmica da produção, que demanda boas práticas – segurança e cuidado com as polinizadoras, como o combate ao fogo para retirada de mel.

A apicultura é uma atividade rentável e, no Pantanal, é favorecida com a florada durante todo o ano, que fornece néctar para as abelhas e garante grandes quantidades de produção. Além disso, é uma atividade sustentável que ajuda a preservação de polinizadores, ameaçados pelos agrotóxicos em todo o mundo, os chamados neonicotinóides.

Durante o curso, que é resultado de uma sinergia entre as agendas Clima e Proteção de Polinizadores, da Ecoa, também foram ensinadas noções básicas sobre as abelhas, os equipamentos necessários para a apicultura, condições para construção de apiário, manejo, identificações das espécies, entre outros. Para a realização da capacitação, a Ecoa tem o apoio do Fundo de Defesa Diretos Difusos (FDD). Na mesma semana da capacitação, foi feita a revisão dos apiários já instalados em outras comunidades do Pantanal, resultado do programa Oásis da Ecoa.

A cartilha “Capacitação de boas práticas em comunidades ribeirinhas sobre a cadeia produtiva do mel”, elaborada pelos consultores do projeto “Prevenção, Mitigação e Adaptação para comunidades pantaneiras frente aos eventos climáticos extremos”, da Ecoa, foi levada para as famílias ribeirinhas que participaram do curso de apicultura e está disponível abaixo para leitura e download:

 

EthienyPor Ethieny Karen (Ecoa – Ecologia e Ação)
Ethieny é estagiária da Ecoa e graduanda em Jornalismo pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)

 

 

Compartilhar: