Menu

Entrevista Célio Bermann: Os carros brasileiros e o dilema etanol x gasolina

Destaques da entrevista do professor da USP sobre a política energética brasileira para o site IHU on-line

celio-bermann1
Publicado em 9 de maio de 2016 às 14:09 Compartilhar:

celio-bermann1

- O próprio governo se mantém cego à perspectiva de contribuir de uma forma evidente para a melhoria da eficiência no consumo de energia no nosso país.

- Além de abandonar a referência da segurança energética, a principal referência que se poderia fazer em relação ao suprimento de energia, é dar uma atenção maior ao conceito de eficiência energética. Gasta-se muito mais energia do que aquela que poderia ser consumida para satisfazer as necessidades energéticas.

- Atualmente 98% dos automóveis saem de fábrica com motor bicombustível (também chamado de carros flex). O fato é que o motor desses carros não é otimizado nem para gasolina nem para etanol. O resultado disso é que o consumo de combustível, tanto de gasolina como de etanol, é maior que o necessário. Diversas análises de desempenho têm demonstrado que o consumo de gasolina é cerca de 17% a 23% superior em relação ao consumo do motor monocombustível à gasolina, mesmo considerando que estes automóveis já utilizam uma mistura de 20% a 25% de etanol anidro.

Compartilhar: