Menu

Escola da comunidade Barra do São Lourenço fechará por conta da cheia no próximo dia 20

A situação do nível dos rios é acompanhada pela Ecoa, por meio do Sistema de Monitoramento, Comunicação e Alerta, que atende as comunidades do Pantanal

Escola Polo São Lourenço no período de cheia. Foto: André Luiz Siqueira
Publicado em 12 de abril de 2018 às 21:05 Compartilhar:

A Escola Municipal Rural Polo São Lourenço, localizada na comunidade Barra do São Loureço, no Pantanal, a 220 km do município de Corumbá (MS), fechará no dia 20 de abril devido à cheia na região. O aviso para encerramento das atividades foi informado pela Direção das Escolas das Águas e refere-se à situação em que o nível do rio atinge uma cota extraordinária e afeta as condições de saúde e segurança das crianças e professores.

A escola está em uma área de risco devido à erosão natural e gradativa da margem do rio, que nos períodos de cheia – e somado as chuvas – é agravada. Como o local também serve de alojamento, as crianças ficam muitas vezes isoladas, sem recreação e possibilidade de ensino de qualidade.

Para que possam se prevenir de maiores ricos, este aviso é comum durante os períodos de cheia no Pantanal. A Ecoa também emitiu um informe de emergência para a comunidade da Barra do São Lourenço, pois o nível do rio atingiu a cota social estabelecida durante levantamento de dados do Projeto Prevenção, mitigação e adaptação para as comunidades pantaneiras frente aos eventos climáticos extremos, que teve apoio do Fundo de Defesa de Diretos Difusos (FDD) – Ministério da Justiça e Segurança Pública/Secretaria Nacional do Consumidor – SENACON (Convênio nº 817381/2015).

Em agosto do ano passado, durante audiência pública, o Aterro do Binega foi definido como o local para as futuras instalações de uma nova escola. Nesta mesma audiência, ficou aprovada a licitação para reforma da atual, a fim de fornecer condições mínimas de ensino.

Compartilhar: