Herança amarga – Concessões para três novas ferrovias segue plano de privatizações do governo Temer | Ecoa
Menu

Herança amarga – Concessões para três novas ferrovias segue plano de privatizações do governo Temer

Concessão de ferrovias segue planos de privatização iniciadas no governo Michel Temer

tarcisio-gomes-de-freitas-ministro-infraestrutura
Publicado em 22 de janeiro de 2019 às 18:22 Compartilhar:

Novas concessões: Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, divulgou via Twitter a concessão de três novas ferrovias até 2020. O anúncio chega atrelado a promessa de tirar caminhões das rodovias e criação de uma “grande espinha dorsal ferroviária” que beneficiará o agronegócio, barateando custos de frete.

Herança: Apesar de anunciada como novidade, a medida responde a preocupação do governo Temer em revisar a matriz logística do Brasil. O governo Bolsonaro herdou uma carteira com 69 projetos de privatização e concessões na esfera do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI). O modal ferroviário responde por 15% na matriz nacional de transportes. Com as novas concessões o atual governo espera dobrar essa participação em 8 anos.

Parcerias público-privadas: O ministro ainda explica no vídeo sobre a prorrogação antecipada de trechos já concedidos. As outorgas poderão ser pagas pelas concessionárias por meio da construção de novos trechos. Uma vez construída a ferrovia passaria a ser da União. Leilão da ferrovia Norte-Sul deve ocorrer em março de 2019.

Referências:

Ministro da Infraestrutura anuncia a concessão de três novas ferrovias – Folha de São Paulo

Ministro da Infraestrutura anuncia concessão de 3 ferrovias até 2020 – Agência Brasil

Ministro da Infraestrutura anuncia concessão de três ferrovias até 2020 – Brasil Econômico

Bolsonaro herda 69 projetos do PPI de Temer e quer ampliar privatizações – G1

Foto de capa: Ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas por Wilson Dias – Agência Brasil

Compartilhar: