Menu

Os subsídios aos fósseis nos 20 maiores países emissores

Edição publicada mostra os vinte países mais poderosos que contribuem diretamente para o aquecimento global

Sem título
Publicado em 15 de janeiro de 2018 às 19:16 Compartilhar:

Os EUA são disparados o que mais ajudam os fósseis, US$ 8,16 trilhões em 2015, e isso desde bem antes de Trump. O bloco seguinte gasta muito menos que os norte-americanos, mas certamente muito mais do que devia, algo entre US$ 20 e 40 bilhões por ano. Nesse bloco estão, pela ordem, a Arábia Saudita, Brasil, Canadá e Alemanha. Mas, levando em conta a recente lei que Temer aprovou para o setor, o Brasil deve passar os árabes e assumir a segunda colocação, com mais de US$ 70 bilhões por ano até 2020. Isso apesar de todo o mundo, exceto Trump, ter aderido ao Acordo de Paris, e apesar também das muitas juras de eliminação desses subsídios feitas por ministros nas reuniões do G20.

A edição 2018 do Climate Scorecard Report examina as políticas e os subsídios dados aos combustíveis fósseis pelos vinte países que mais contribuem para o aquecimento global. Confira no link.

 

Compartilhar: