Menu

Projeto ECCOS: Identificação dos territórios extrativistas presentes na borda oeste do Pantanal

Conectividade Cerrado-Pantanal é um dos objetivos da ação

Identificação no mapa dos territórios de uso de recursos naturais
Publicado em 5 de julho de 2018 às 13:28 Compartilhar:

Rafael Chiaravalloti, especialista em áreas protegidas e também diretor científico da Ecoa, esteve nas comunidades do São Francisco e Paraguai Mirim – as duas localizadas a 140 km do município de Corumbá, na região de confluência do rio Paraguai e seu “braço”, o Paraguai-Mirim -, no mês de junho, para realizar junto as famílias que há muito vivem na região, a identificação dos territórios de uso de recursos naturais.

A proposta é celebrar os meios de vida sustentáveis através da conexão dos territórios extrativistas entre Pantanal e Cerrado. Esta é mais uma das ações do Projeto ECCOS (Ecorregiões, Conectadas, Conservadas, Sustentáveis), que conta com o apoio financeiro da União Europeia e é coordenado pela Ecoa na porção brasileira.

 

O mesmo processo ocorreu com a Comunidade da Barra do São Lourenço, dando base a uma proposta de criação da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS), com acompanhamento do Projeto GEF-Terrestre. A RDS é uma categoria de unidade de conservação que permite os usos tradicionais pela comunidade sem eventuais necessidades de desapropriação.

Compartilhar: