Menu

Projeto GEF Terrestre é apresentado e diretor da Ecoa participa da reunião em Brasília

A reunião atende as agendas de conservação da organização

gefterrestre
Publicado em 26 de janeiro de 2018 às 13:08 Compartilhar:

Nesta quarta-feira, 24, o diretor presidente da Ecoa, André Luiz Siqueira atendeu ao convite do Ministério do Meio Ambiente (MMA) para participar da apresentação do Projeto GEF-Terrestre: Estratégias de conservação, restauração e manejo para a biodiversidade da Caatinga, Pampa e Pantanal, realizada em Brasília.

Na ocasião, também foram apresentados o plano de gestão e a avaliação dos impactos ambientais e sociais, sendo que a reunião foi uma das etapas consideradas fundamentais para a aprovação do projeto pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Estiveram presentes organizações da sociedade civil, instituições de pesquisa e governo dos biomas Pantanal, Pampa e Caatinga.

O projeto apresenta um avanço em relação a criação e gestão de Unidades de Conservação nos três biomas mais carentes quanto a estas iniciativas, em total alinhamento a meta 11 de Aichi pela da Convenção da Diversidade Biológica (2011-2020), possui salvaguardas e políticas operativas determinadas pelo BID, com aumento do reconhecimento e garantias dos diretos dos povos e comunidades tradicionais dentro e fora das UCs.

A Ecoa trabalha diretamente com a manutenção das comunidades tradicionais do Pantanal e gestão do território e, mais recente, com projetos para a criação de Unidades de Conservação, inciativa fundamental na garantia do direito ao uso sustentável da terra e condições de permanência, em áreas que serão alvo do projeto, como o Parque Nacional do Pantanal Mato-Grossense.

Além disso, acompanha o tema complexo de financiamento do desenvolvimento, a partir do monitoramento e diálogo com as agências financiadoras – como o BID – para que seus investimentos estejam de acordo com parâmetros de proteção ambiental e social.

Compartilhar: