//

Projeto Restauracción inicia segunda fase no Assentamento Rural 72 em Ladário (MS)

4 minutos de leitura
Foto: Talita Oliveira / Acervo Ecoa.

O Assentamento Rural 72 localizado em Ladário (MS) foi a área escolhida para a segunda fase do projeto Restauracción, iniciativa desenvolvida pela Ecoa com apoio do Serviço Florestal Canadense.

De 19 a 24 de janeiro, foram realizadas atividades teóricas e práticas na Oficina de Sistemas Agroflorestais e Pecuária-floresta com as famílias locais na Escola Municipal Rural Maria Ana Ruso do assentamento. O local recebeu o primeiro modelo de Sistema Agroflorestal (SAF)*, que foi implantado durante o curso pelos participantes.

Para o coordenador do projeto e diretor científico da ONG Ecoa, André Valle Nunes, a participação dos moradores é fundamental para a restauração ambiental na Paisagem Modelo. “Acreditamos que o sucesso da restauração depende da participação ativa dos produtores rurais, colocando-os no centro do processo e conectando-os com outras partes interessadas na restauração da paisagem. Assim, reconhecemos que a efetividade da restauração está intrinsecamente ligada à participação das pessoas. Por essa razão, consideramos importante começar o ano e o projeto com um curso, buscando retomar as atividades e renovar os sonhos de uma paisagem mais sustentável”.

Na próxima etapa, 6 proprietários terão apoio para implantação de sistemas agroflorestais e 4 para pecuária-floresta.

*O que são sistemas agroflorestais?

Sistemas agroflorestais são formas de uso e manejo do solo em que árvores ou arbustos são combinados, de maneira intencional e planejada, a cultivos agrícolas e/ou animais em uma mesma área para diversificar a produção, ocupar a mão de obra, gerar renda, proteger o solo e a água, além de promover o envolvimento da população local.

Seus principais objetivos são: formar sistemas produtivos ecológicos mais sustentáveis, com menor uso de insumos externos; diversificar o cultivo da terra, com a inclusão de plantas de ciclos curto, médio e longo, além da utilização de animais; diminuir os riscos de mercado para o agricultor, por meio de uma maior variedade de culturas e de espécies animais com valor econômico e de fácil comercialização; elevar a qualidade de vida do produtor; e melhorar e diversificar a produção de alimentos e a oferta de serviços ambientais (polinização, ciclagem de água e nutrientes, além de fertilidade do solo, entre outros).

Fonte: Governo Federal

Projeto Restauracción e Paisagem Modelo Pantanal

O projeto Restauracción possui o intuito de identificar áreas prioritárias para restauração na Paisagem Modelo Pantanal e restaurá-las.

Atualmente existem cerca de mil hectares identificados como prioritários para restauração e 56 proprietários de terra estão inclinados em adotar o projeto em suas propriedades.

Outro aspecto central do projeto é a construção de um plano de restauração para as áreas prioritárias da Paisagem Modelo Pantanal, localizada na borda oeste da planície.

Saiba mais.

Talita Oliveira

Jornalista do Núcleo de Comunicação da Ecoa.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Mais recente de Blog

Pantanal

O Pantanal é reconhecidamente uma parte do Planeta com características especiais e particulares, características essas que