/

Projeto Restauracción – Paisagem Modelo Pantanal

5 minutos de leitura

O projeto Restauracción possui o intuito de consolidar a primeira Paisagem Modelo do Pantanal, fortalecer seu sistema de governança e intensificar as atividades de restauração na Área de Preservação Ambiental Baía Negra, em Ladário (MS), que acontecem no âmbito do projeto ‘Restauração estratégica e participativa no Pantanal’

A iniciativa é executada pela Ecoa com apoio do Serviço Florestal Canadense e suas ações acontecem ao longo do primeiro semestre de 2023. As atividades do projeto também são realizadas com a participação de pesquisadores e pesquisadoras da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPÊ), Smithsonian Conservation Biology Institute e Imperial College London. 

Os Bosques Modelo são processos sociais, inclusivos e participativos que procuram o desenvolvimento sustentável de um território. 

Ações previstas

A consolidação da Paisagem Modelo do Pantanal é um dos objetivos centrais do projeto. É importante frisar que todas as atividades terão forte foco na igualdade de gênero e no envolvimento da comunidade e demais atores. O envolvimento da população local será incentivado por meio de diferentes abordagens, como garantir sua participação no Conselho de Administração da Paisagem Modelo.

Outro aspecto central do projeto é a construção de um plano de restauração para a áreas prioritárias da Paisagem Modelo Pantanal. O plano deve ser elaborado a partir de fatores como a cobertura vegetal, incêndios anteriores, limites de propriedades e impactos dos incêndios para a fauna local. A inclusão de moradores da região também é fundamental e incentivada nessa etapa. Para isso, parte da equipe está aplicando questionários que identificam possíveis interessados em participar de ações futuras de restauração.

O terceiro objetivo está focado na ampliação do projeto ‘Restauração estratégica e participativa no Pantanal’, apoiado pela Global Environmental Facility (GEF Terrestre), na Área de Proteção Ambiental Baía Negra, localizada no perímetro da Floresta Modelo. O projeto Restauracción deve apoiar as ações de restauração de 10 hectares de áreas de mineração e controlar espécies invasoras (Leucaena leucocephala) em uma área de 46 hectares.  

O monitoramento participativo é outro ponto fundamental para a execução do projeto. O aplicativo Sapelli, amplamente utilizado pela Ecoa em outras iniciativas, também será aplicado ao Restauracción com intuito de acompanhar o andamento das iniciativas. Moradores locais devem ser treinados para uso do aplicativo, metodologia conhecido como Ciência Cidadã. 

Ainda no âmbito do projeto, também serão realizados cursos sobre a importância dos produtos da sociobiodiversidade como meio de subsistência alternativo. Por fim, outro enfoque da iniciativa é a criação de brigadas para prevenção e combate a incêndios na área da Paisagem Modelo Pantanal.  

Bosque/Floresta/Paisagem Modelo 

Os Bosques Modelo são processos sociais, inclusivos e participativos que procuram o desenvolvimento sustentável de um território. A partir disso, contribuem para alcançar objetivos como redução da pobreza, mudanças climáticas, luta contra a desertificação e metas de sustentabilidade. 

Os princípios que orientam sua implementação são o associativismo, a gestão da paisagem, o compromisso com a sustentabilidade, a governança, o planejamento de médio e longo prazo e o intercâmbio de conhecimentos, construção de capacidades e trabalho em rede. 

Os termos “bosque”, “floresta” e “paisagem” se diferenciam pela especificidade da flora da região. A flora pantaneira é marcada pelo encontro de biomas e por isso o termo “paisagem” se enquadra de maneira mais efetiva.

Alíria Aristides

Jornalista, Coordenadora do Núcleo de Comunicação da Ecoa e Mestranda em Comunicação pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Mais recente de Blog