///

A primeira brigada comunitária feminina do Pantanal – a Brigada Ilha do Baguari

3 minutos de leitura

Por Carolina Pauliquevis, bióloga da Ecoa.

 

Entre os dias 4 e 5 de setembro, ocorreu, no Paraguai-Mirim – região que fica a 150 Km a montante de Corumbá (MS) -, ocorreu a formação da primeira brigada inteiramente feminina de combate ao fogo no Pantanal. Sete mulheres se tornaram brigadistas em treinamento realizado pelo PrevFogo/Ibama, uma articulação conjunta entre a Ecoa e o WWF-Brasil. O treinamento aconteceu na sede do Instituto Agwa, que deu todo o suporte logístico local.

Brigada feminina em treinamento no Paraguai-Mirim. Foto: Victor Hugo Sanches.

A Brigada foi batizada por elas com o nome da ilha que vivem, Brigada Ilha do Baguari.

A mobilização geral foi realizada pelo presidente da Ecoa, André Siqueira, e a local inteiramente realizada por iniciativa das mulheres.

A Ecoa trabalha com a formação de brigadas para combate ao incêndio desde 2006. Hoje são 16 e muitas delas entram em ação a cada ano diretamente ou de maneira auxiliar ao Prevfogo.

O local onde ocorreu a formação – Paraguai Mirim – é isolado, de difícil acesso. A maioria das mulheres trabalham na coleta de iscas vivas para a pesca turística e esta é uma atividade fundamental para gerar renda, ajudando na sobrevivência das famílias. Trabalham em condições muito difíceis, principalmente à noite, sendo obrigadas a entrar na água, enfrentando, inclusive, jacarés e cobras.

Para execução do treinamento a viagem foi na “Labareda”, embarcação do PrevFogo/Ibama, e que fez sua estreia no rio Paraguai. A Labareda acomodou todas as brigadistas, passando de porta em porta com a equipe da Ecoa e do PrevFogo/Ibama, transportou todos os equipamentos e deu todo suporte necessário para essa formação.

Equipe do Prevfogo/Ibama parte de Corumbá (MS) para o Paraguai-Mirim (Pantanal) para formar brigada comunitária feminina. Foto: Prevfogo/Ibama.

A equipe que conduziu o treinamento das mulheres, esteve formada pelo Coordenador do PrevFogo/Ibama, Márcio Ferreira Yule, pelo Supervisor de Brigadas Bruno Águedas, pelo Chefe de Brigada Pantanal Ruberval Dimas do Patrocínio, pelo Brigadista Delcinei Cunha e pelo membro da Coordenação e Gestão do PrevFogo e Técnico Ambiental do IBAMA, Evandil Peixoto.

O trabalho da Ecoa esteve a cargo de Carolina Pauliquevis e Victor Hugo Sanches.

A bióloga da Ecoa, Carolina Pauliquevis, acompanhou o treinamento no final de semana. Foto: Victor Hugo Sanches.

As mulheres foram muito elogiadas pela equipe que as formaram, causaram impactos positivos na organização e dedicação no combate a incêndios, independente da força empregada deixaram todos muito orgulhosos.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Mais recente de Blog

Boletim Sabores: Cumbaru

Material faz parte do Programa “Valorização de Plantas Alimentícias do Cerrado e do Pantanal”, da UFMS

Formigas polinizadoras

A espécie Camponotus crassus é a principal responsável pela fecundação de um tipo de sempre-viva do