///

Pantanal: Ecoa faz entrega de equipamentos para novas Brigadas contra incêndios

5 minutos de leitura
brigadas do pantanal
Fotos: Manuela Nicodemos

Nos dias 21 e 22 de outubro a Ecoa realizou a entrega de equipamentos de proteção e combate a incêndios em comunidades ribeirinhas e indígenas do Pantanal.

Os materiais foram entregues nas comunidades Passo do Lontra (Corumbá), Aldeia Água Branca (Nioaque), Aldeia Mãe Terra e Vila São Miguel (Terra Indígena Cachoeirinha em Miranda). Nesses locais, serão formadas oito novas brigadas a partir de articulação entre a Ecoa, Prevfogo/IBAMA, responsável pelos treinamentos, e o WWF-Brasil.

Foram adquiridos, armazenados, embalados e entregues centenas de instrumentos, tais como bombas costais, pinga-fogo, roçadeiras, sopradores, facões, enxadas, equipamentos de proteção individual, entre outros inúmeros acessórios para mais de 50 pessoas que compõem as brigadas.

Veja também: Heróis do Pantanal – o trabalho das brigadas voluntárias

Há quase duas décadas, a prevenção e combate aos incêndios no Pantanal faz parte da agenda institucional da Ecoa. Ao fim deste ano, serão 23 brigadas formadas com participação direta da organização, que foi pioneira na promoção dessa estratégia no território pantaneiro, totalizando mais de 50 brigadas em comunidades e fazendas espalhadas pelo Pantanal. 

Uma das principais ações nesse sentido é a dedicação à mobilização e logística empreendida para a materialização de todas as etapas de constituição das brigadas, entre elas a entrega de equipamentos.

Os sentimentos de proteção, segurança e gratidão marcaram os grupos que receberam os materiais. Valmir Rocha, Cacique da Aldeia Água Branca, afirma estar otimista com o recebimento dos materiais.

“Estou muito feliz porque é um projeto que vem de encontro com nossa realidade. No ano passado, nós passamos uma dificuldade muito grande, o fogo espalhou na nossa área e o objetivo desse projeto é que nós possamos ser os precursores de combate aos incêndios. Ele vai atender a nossa Aldeia Água Branca e nós vamos expandir para toda a Terra Indígena Nioaque. São 14 indígenas que farão parte. Eu já considero que é uma brigada indígena de Nioaque.”

Veja também: Brigadas indígenas em defesa do Pantanal e Cerrado

Outra dimensão destacada pelo Presidente da Associação de Produtores Indígenas da Aldeia Água Branca, Claudionor do Carmo Miranda, é o papel da brigada na prevenção. Ele relembra que o fogo queimou várias caixas do projeto de apicultura Água Mel.

Com o projeto de fortalecimento das brigadas comunitárias, será possível evitar que a produção seja destruída novamente. “Esse projeto vem em um momento oportuno. Quero agradecer à ECOA, ao WWF, ao André, Presidente da ECOA, que esteve aqui, e dizer que nós vamos dar continuidade muito afinco. Aliado a isso, estaremos também desenvolvendo um projeto de plantio de árvores nos lugares que foram queimados.”

Novas brigadas 

Entre os dias 05 e 20 de novembro de 2022, a equipe da ECOA, do PrevFogo/Ibama e WWF-Brasil estarão percorrendo as regiões de Nioaque, Miranda e Corumbá. O intuito é formar oito novas brigadas, além de desenvolver diálogos sobre a importância dos cuidados com seus territórios e a biodiversidade, em especial diante dos incêndios.

Assim, serão ao todo 23 brigadas comunitárias voluntárias formadas com participação direta da Ecoa até o fim do ano de 2022. Isso significa mais de 160 pessoas diretamente preparadas para a prevenção e combate aos incêndios no Pantanal.

O treinamento será responsabilidade de profissionais do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo)/Ibama do Mato Grosso do Sul. Vale sublinhar que o PrevFogo é responsável pela política de prevenção e combate aos incêndios florestais em todo o território nacional, incluindo atividades relacionadas com campanhas educativas, treinamento e capacitação de produtores rurais e brigadistas, monitoramento e pesquisa.

Veja mais imagens da entrega:

Manuela Nicodemos

Comunicóloga e Socióloga da Ecoa

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Mais recente de Blog

Boletim Sabores: Cumbaru

Material faz parte do Programa “Valorização de Plantas Alimentícias do Cerrado e do Pantanal”, da UFMS

Formigas polinizadoras

A espécie Camponotus crassus é a principal responsável pela fecundação de um tipo de sempre-viva do