//

Vírus ameaça abelhas nativas do Brasil

2 minutos de leitura
Foto: Carlos Alfredo/UFRB

Vírus em solo brasileiro: O estudo publicado em janeiro deste ano na revista científica britânica Journal of General Virology, da Microbiology Society, e premiado no Reino Unido, pelos pesquisadores da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) detectou a chegada do Vírus das Asas Deformadas (DWV, na sigla em inglês). Em 2006, o vírus foi detectado por especialistas e foi considerado como um dos responsáveis pelo declínio massivo de colônias de abelhas com ferrão na EUA e em países da Europa.

Abelhas Jandaíra em risco: De acordo com a pesquisa realizada em parceria com a Universidade de Salford, na Inglaterra, foi indicada a presença do vírus em 100% das colônias de abelhas Jandaíra. A espécie é responsável por 90% da polinização do Nordeste.

A ameaça DWV: Segundo a bióloga Flaviane Souza, da URFB, o vírus inoculado nas das abelhas é ligado ao ácaro Varroa destructor, um gênero que se alimenta das larvas de abelhas. Após injetar a carga viral na abelha, com o tempo as abelhas começam a apresentar quebra de asas, redução do tamanho do corpo e do tempo de vida. Os especialistas afirmam que o vírus DWV transformou-se numa pandemia mundial por meio do comércio e transporte de abelhas para a polinização de culturas. Estudos para combater o vírus ainda estão sendo realizados.

Para conferir a matéria completa do UOL, acesse o link.

Foto de capa: Carlos Alfredo/UFRB

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Mais recente de Blog

Boletim Sabores: Cumbaru

Material faz parte do Programa “Valorização de Plantas Alimentícias do Cerrado e do Pantanal”, da UFMS

Formigas polinizadoras

A espécie Camponotus crassus é a principal responsável pela fecundação de um tipo de sempre-viva do