Empresa argentina é investigada por prática de fracking | Ecoa
Menu

Empresa argentina é investigada por prática de fracking

Desde 2017, a prática de fracking é proibida por lei na província de Entre Ríos

fracking-contaminacao-da-agua-Foto-Documentario-Gasland-HBO
Publicado em 12 de fevereiro de 2019 às 18:42 Compartilhar:

Alerta na Argentina: A organização ambientalista CAUSE colocou em alerta as atividades realizadas pela empresa Arenas Argentina SA nas zonas úmidas na localidade de Diamante. Foi solicitada às autoridades da província de Entre Ríos maior fiscalização do modo de extração de rochas sedimentares feitas na prática de fracking, para deste modo impedir essas ações. Desde 2017, a prática de fracking é proibida por lei na província de Entre Ríos.

No Dia Mundial das Zonas Úmidas, a Fundação Cultura Ambiental Causa Ecologista manifestou sua preocupação em relação à atuação da empresa Arenas Argentinas SA, visto que as ações da empresa são realizadas no meio de um corredor biológico que une os Parques Nacionais de Diamante.

Estudo de impacto: A Secretaria de Ambiente de Entre Ríos emitiu nota em que afirma a existência de estudos de impacto das ações realizadas pela empresa Arenas Argentinas SA. Ademais, a província de Entre Ríos também indica que estão sendo feitos estudos técnicos e jurídicos do caso.

Arenas Argentinas SA: Em comunicado institucional, a empresa argentina nega irregularidades e afirma ter certificado de aptidão ambiental outorgado pelas autoridades municipais em dezembro de 2018. A empresa também afirma que em nenhum momento executou algum tipo de atividade extrativista.

Para ler a matéria completa do Era Verde, acesse o link.

Foto de capa: Imagem do documentário Gasland (HBO)

fracking_argentina-sur-stop

 

Compartilhar: