/

ECCOS – Ecorregiões, Conectadas, Conservadas, Sustentáveis

5 minutos de leitura

ECCOS refere-se ao Projeto de nome original “Conectando paisajes en el Bosque Seco Chiquitano, el Cerrado y el Pantanal de Bolivia y Brasil para la sostenibilidad del desarrollo productivo, la conservación de sus valores ambientales y la adaptación al cambio climático“, resultado de um consórcio interinstitucional que tem apoio financeiro da União Europeia.

O Projeto tem duração de quatro anos e é liderado pela Fundación para la Conservación del Bosque Chiquitano (FCBC), na Bolívia, e coordenado pela ECOA, na parte brasileira. Além destas, fazem parte a Fundación Amigos de la Naturaleza (FAN, Bolívia), Asociación para la Conservación de la Biodiversidad y el Desarrollo Sostenible (SAVIA, Bolivia), Bosques del MundoVerdens Skove (BdM, Dinamarca) e o Governo Autônomo Departamental de Santa Cruz (GADSCZ, Bolivia).

Objetivos

Áreas de atuação do Projeto ECCOS (Elaborado por SIA-FCBC. Outubro, 2018).

Geral – Construir uma governança ambiental e territorial participativa, inclusiva e efetiva em paisagens do Bosque Seco Chiquitano, Cerrado e Pantanal, na Bolívia (Santa Cruz), e no Brasil (Mato Grosso e Mato Grosso do Sul), que contribua para a preservação da conectividade, funcionalidade de seus ecossistemas, o desenvolvimento produtivo sustentável e as estratégias regionais de adaptação às mudanças climáticas.

Específico – Fortalecer a gestão dos sistemas de áreas protegidas integrados às paisagens produtivas em setores prioritários para a conectividade, sobre uma base de governança participativa e inclusiva e uma maior qualidade e efetividade na implementação de políticas públicas, orientadas a gestão integral do território, a promoção de práticas de produção sustentáveis e a adaptação às mudanças climáticas com base nos ecossistemas.

Para cumprir com seus objetivos, o projeto está dividido em 3 principais eixos:

Eixo 1.
Este consiste no fortalecimento da gestão de áreas protegidas e ecossistemas, através do fortalecimento das autoridades subnacionais e a sociedade civil organizada para que, de maneira colaborativa e efetiva, apliquem critérios de funcionalidade ecossistêmica, conectividade, adaptação às mudanças climáticas e articulação transfronteiriça na gestão de áreas protegidas e outras unidades de conservação integradas em paisagens produtivas.

Eixo 2.
O segundo eixo do Projeto está voltado para a promoção de sistemas de produção sustentável, em que comunidades e assentamentos rurais, camponeses, indígenas, participam de cadeias de valor baseadas na biodiversidade. Busca valorizar os ecossistemas na resiliência de seus sistemas produtivos e incentivar o desenvolvimento destas cadeias de valor em locais vinculados às unidades de conservação trabalhadas no âmbito do Projeto, principalmente.

Eixo 3.
No terceiro eixo, o Projeto busca o fortalecimento dos mecanismos de governança ambiental, com incidência no desenvolvimento e implementação de políticas públicas que favoreçam a conectividade dentro e entre os territórios subnacionais. Para isso, o fortalecimento das estruturas organizacionais e as capacidades de diálogo das organizações da sociedade civil e a construção de mecanismos inovadores de governança que facilitem o fluxo de comunicação e colaboração entre a sociedade civil e autoridades.

Confira algumas imagens das ações do Projeto ECCOS

 

Conheça também a página do Facebook do Projeto ECCOS e o Twitter.

 

Apoio:

Iasmim Amiden

Jornalista e Coordenadora do Programa Oásis da Ecoa.

Mais recente de Blog

Pantanal

O Pantanal é reconhecidamente uma parte do Planeta com características especiais e particulares, características essas que