Menu

Um encontro para ‘lá’ de especial…

Aconteceu no Ceppec: envolvimento comunitário, ultrapassando fronteiras geográficas, para o desenvolvimento sustentável

encontro-comunidades-no-ceppec-oficinaagroecologia-projetoshotspoteeccos-fotoiasmimamiden (17)
Publicado em 15 de agosto de 2018 às 20:37 Compartilhar:

Assentamento Andalucia, Nioaque, MS – Julho, 2018*

encontro-comunidades-no-ceppec-oficinaagroecologia-projetoshotspoteeccos-fotoiasmimamiden (17)

Comunidades e equipe de pesquisadores e técnicos da Ecoa reunidos no Ceppec (Foto: Iasmim Amiden)

O Centro de Produção, Pesquisa e Capacitação do Cerrado (Ceppec), situado no assentamento de Andalucia, em Nioaque/MS, foi local de encontro transfronteiriço que reuniu representantes da Aldeia Brejão, de associações de assentamentos rurais e comunidades extrativistas do Cerrado e Pantanal e do Gobierno Autonomo Municipal de Roboré, Bolívia, marcando mais uma memorável troca de experiências. Um encontro baseado no envolvimento comunitário para o desenvolvimento sustentável, sendo os fios condutores:

- A apresentação do Programa Oásis: medidas para a conservação de polinizadores;

- Os Sistemas Agroflorestais (SAFs) com a oficina de Boas Práticas para Manejo de Agroflorestas;

- Uma visita guiada pelo Ceppec, onde, principalmente as mulheres produtoras e extrativistas, abrigam conhecimentos ímpares, sendo o centro referência para outros grupos rurais.

 

 

A partir de cenários positivos, levaram-se propostas e discussões acerca de possibilidades que se adaptam à realidade destas pessoas como os já mencionados sistemas de agroflorestas, a produção de mel e o extrativismo sustentável.

Nos resultados, somam-se os grandes avanços nos diálogos que ultrapassaram fronteiras geográficas e o estímulo à prática dessas atividades em assentamentos vizinhos e comunidades outras. Além disso, a sinergia com outros projetos como o “Viveiro de mudas para produção agroflorestal na Aldeia Brejão, Nioaque/MS”, através da Associação Hanaiti Yomo’omo, que também recebe apoio do Fundo de Parceria para Ecossistemas Críticos (CEPF, na sigla em inglês) e do Instituto Internacional de Educação do Brasil.

De fato, um encontro para ‘lá’ de especial… que os olhares atentos puderam testemunhar.

 

Quer saber mais deste grande evento no Ceppec? Acompanhe no site.

*As atividades foram realizadas por meio do Projeto Corredor Miranda-Bodoquena – Preenchendo lacunas socioambientais, apoiado pelo CEPF/IEB e ECCOSConectando Paisajes en el Bosque Seco Chiquitano, el Cerrado y el Pantanal de Bolívia y Brasil para la Sostenibilidad del Desarrollo Productivo, la Conservación de sus valores ambientales y la Adaptación al Cambio Climático, com apoio da União Europeia.

 

Compartilhar: