//

Furnas da Boa Sorte: comunidade quilombola na articulação do extrativismo do baru

1 min de leitura

Em meio a exuberantes paredões de pedras e cercado pela pecuária se encontra a comunidade quilombola Furnas da Boa Sorte. O território da comunidade está localizado no município de Corguinho (MS) e é composto por três fazendas: Boa Sorte, Café e São Sebastião. 

Atualmente existem 60 famílias morando na região e a principal fonte de renda vem do trabalho fora da comunidade. Alguns trabalham com construção civil, diarista e trabalhos em fazenda, enquanto outros atuam com pecuária leiteira dentro do território.  A comunidade também faz parte do projeto  Cadeia Socioprodutiva do Baru: agregando renda às famílias agroextrativistas no Mato Grosso do Sul e a proteção do Cerrado.

Raquel Alves

Estudante de jornalismo e estagiária da Ecoa

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Mais recente de Blog

Boletim Sabores: Cumbaru

Material faz parte do Programa “Valorização de Plantas Alimentícias do Cerrado e do Pantanal”, da UFMS

Formigas polinizadoras

A espécie Camponotus crassus é a principal responsável pela fecundação de um tipo de sempre-viva do