Menu

Novos pesticidas podem trazer riscos para abelhas

Principal causa da mortandade de abelhas já está relacionada aos pesticidas neonicotinóides e agora tentam substituí-lo

bee
Publicado em 16 de agosto de 2018 às 19:23 Compartilhar:

Via Blog Alcides Faria
Texto com base em publicação da BBC: New pesticides ‘may have risks for bees’ de 15 de agosto de 2018, com tradução livre e resumida

Tentativas de encontrar uma nova geração de pesticidas para substituir neonicotinóides, os inseticidas mais usados ​​no mundo e relacionados à mortandade de abelhas – sofreram revés.

Estudo de cientistas britânicos sugere que um novo tipo de pesticida visto como alternativa àqueles que foram proibidos em muitos países, pode trazer riscos semelhantes, reduzindo a reprodução de abelhas na natureza.

O estudo, publicado na revista Nature, analisou como uma das novas classes, conhecida como sulfoxaflor, causa impactos em abelhas selvagens saudáveis. As abelhas expostas tiveram menos descendentes quando soltas na natureza em comparação com as abelhas não expostas.

“Nossos resultados mostram que o sulfoxaflor pode ter um impacto negativo na reprodução de colônias de abelhas, sob certas condições”, afirmou o pesquisador Harry Siviter, da Royal Holloway, Universidade de Londres.

Quais são as implicações da pesquisa?

Os pesquisadores solicitam que os órgãos reguladores analisem os efeitos não letais para as abelhas antes de emitir uma licença para novos produtos. Eles dizem que precisamos saber mais sobre quais níveis de inseticidas as abelhas serão expostas na natureza a fim de determinar o verdadeiro risco.

“Nosso estudo destaca que fatores estressantes que não matam diretamente as abelhas ainda podem ter efeitos danosos mais adiante, porque a saúde da colônia depende de que sua força de trabalho esteja saudável”, afirmou Ellouise Leadbeater, da Royal Holloway, Universidade de Londres.

Os neonicotinóides

Estudos científicos associaram seu uso ao declínio das abelhas, abelhas silvestres e outros polinizadores. Outros fatores também causam declínios de abelhas, incluindo perda de habitat e doenças.

Compartilhar: