Menu

Colônia de Pescadores de Anastácio – Z18 se mobiliza para fortalecer a comunidade

Pescadores alternam iniciativas para garantir a renda no período de defeso.

20161028_104723
Publicado em 10 de novembro de 2016 às 14:44 Compartilhar:

 

Após receberem o TAUS (Termo de autorização de uso sustentável) de 10,5 hectares de área, a colônia de pescadores de Anastácio – Z18 vem trabalhando vigorosamente para transformar o local, fortalecendo a comunidade e garantindo uma renda extra no período do defeso (período em que a pesca é fechada).

20161028_110428

20161028_110512

 

Uma das principais reivindicações para a utilização da área, a construção de um porto, foi iniciada.

20161028_104723

20161028_104838

Outro grande resultado já em andamento é a construção da sede e ainda do viveiro de mudas cujas estruturas já estão em fase de acabamento. Os materiais foram garantidos por meio de doações alcançadas com grande persistência e a construção está sendo tocada por cinco pescadores que tem doado seu tempo e seu trabalho em prol da concretização dos projetos.

A horta comunitária está a todo vapor, com produção de abobrinhas, quiabos, maxixe, melancias (que em verdade estão sendo divididas com as capivaras…), mandioca e em breve – pimentas.

 

verduras

 

A Área que receberam da união era um antigo espaço de experimentos de vacinas para cavalos, ficou por muitos anos abandonada, e durante este período muitas infraestruturas foram destruídas como o espaço da foto em que Aparecido Carlos dos Santos Milan (presidente da Colônia Z18) nos relatou o projeto de construir uma grande cozinha para processar o pescado.

Outros projetos que esperam alcançar em breve são os tanques de iscas e pescado.

 

20161028_104611

 

Veja também: Após seis anos de luta, pescadores de Anastácio conquistam área da união. 

Compartilhar: