Menu

Importância socioambiental da conservação do pulso de inundação do Pantanal

Ao longo dos últimos 20 anos a Embrapa Pantanal tem contribuído para informar à sociedade brasileira sobre a necessidade de conservação dos processos hidrológicos que regem o funcionamento e as inter-relações ecológicas características do Pantanal Mato-Grossense e de cada um dos seus rios formadores, pertencentes à Bacia do Alto Paraguai (BAP), salientando sobre a importância dos chamados […]

pantanal-inundacao
Publicado em 2 de dezembro de 2015 às 13:25 Compartilhar:

pantanal-inundacaoAo longo dos últimos 20 anos a Embrapa Pantanal tem contribuído para informar à sociedade brasileira sobre a necessidade de conservação dos processos hidrológicos que regem o funcionamento e as inter-relações ecológicas características do Pantanal Mato-Grossense e de cada um dos seus rios formadores, pertencentes à Bacia do Alto Paraguai (BAP), salientando sobre a importância dos chamados “pulsos de inundação”, ou ciclos de cheias e secas anuais e interanuais.

Os ciclos de cheias e secas influenciam as relações sociais, culturais e econômicas da população pantaneira e sustentam as atividades econômicas tradicionais da região como a pecuária extensiva, a pesca e o turismo, em especial o turismo de pesca, bem como a qualidade de vida das suas comunidades ribeirinhas e tradicionais, que dependem da saúde ambiental do bioma. Esta saúde ambiental, por sua vez, depende da manutenção do funcionamento hidro-ecológico natural do sistema BAP/Pantanal, resultando na manutenção dos serviços ambientais que os pantaneiros usufruem como o acesso à água em quantidade e qualidade, oferta de alimentos de qualidade como os peixes, acesso à biodiversidade vegetal – como a oferta e renovação das pastagens nativas, plantas medicinais, fibras, etc.

Faça o download da publicação: Importância socioambiental da conservação do pulso de inundação do Pantanal

 

Compartilhar: