////

Saiba por que a Rede Pantanal é contra o evento Diálogos hidroviáveis

3 minutos de leitura

Rede Pantanal emite posicionamento sobre o evento Diálogos Hidroviários, que ocorrerá na quarta e quinta feira esta semana, em Cáceres no Mato Grosso. Na Carta, a Rede critica a falta de representatividade do evento, bem como os impactos negativos que a implementação da hidrovia causará no Pantanal.

Leia a seguir na íntegra o posicionamento da Rede:

A Rede Pantanal, coletivo trinacional formado por 53 organizações não-governamentais, movimentos sociais, comunidades tradicionais e populações indígenas que atuam e vivem na Bacia do Alto Paraguai, vem por meio deste documento demonstrar o seu repúdio ao evento “Diálogos Hidroviáveis” – Programa de Integração de Iniciativas para o Desenvolvimento Sustentável da Navegação e das Hidrovias Brasileiras, que ocorrerá nos dias 6 e 7 de outubro de 2022, em Cáceres (MT).

A Rede Pantanal destaca que este evento, apoiado pelo governo do Estado do Mato Grosso e entidades ligados à produção de soja no Estado, não promove um diálogo, mas sim um monólogo, onde falarão apenas as partes interessadas na implementação da Hidrovia Paraná-Paraguai, não tendo qualquer representante de comunidades tradicionais e ribeirinhas, que serão altamente impactadas com a possível implementação desta hidrovia, e nem tampouco, de entidades ambientais que defendem a proteção da biodiversidade e dos recursos naturais do Pantanal.

Demonstramos também profunda surpresa e indignação, com o apoio do governo do Estado do Mato Grosso, que deveria zelar pelo bem de toda a sociedade e não apenas de determinada classe, em apoiar um empreendimento tão polêmico e que não cumpre os devidos procedimentos previstos em Lei, como o Licenciamento Ambiental da Hidrovia, no âmbito do IBAMA.

Não adianta falar em “diálogo”, se os participantes dialogarão apenas com quem concorda com eles. Não adianta colocar no título do evento “sustentável” e continuar apresentando propostas que impactam o meio ambiente, a biodiversidade e as comunidades tradicionais. Não adianta falar em “integração”, sociedade civil contra a hidrovia, em meio a 32 painelistas pró-hidrovia.

Precisamos de diálogos, mas diálogos com representatividade e paridade de ideias.

A Rede Pantanal é contra a implantação da hidrovia Paraná-Paraguai no Tramo Norte, por entender que a sua implantação representa um enorme risco à toda biodiversidade do Pantanal, uma vez que a hidrovia demandará alterações drásticas nos rios, que impactarão a principal força que rege a vida nesta região, o pulso de inundação.

Assinado,

Coordenação da Rede Pantanal

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Mais recente de Blog

Pantanal

O Pantanal é reconhecidamente uma parte do Planeta com características especiais e particulares, características essas que